Sobre o polêmico desarmamento


(sorry you guys who don’t speak portuguese, but I thought this interview is extremely important and should be divulged)

Tô vendo esses debates todos, e olha aqui uma matéria que vi na internet
com
o Mano Brown do Racionais MCs, muito interessante:

Mano Brown
assume defesa do desarmamento

EM SEUS SHOWS, AO LADO DOS OUTROS TRÊS
RACIONAIS, RAPPER USA AS PALAVRAS
PARA CRITICAR A CULTURA DA VIOLÊNCIA NA
PERIFERIA

A voz de Mano Brown ecoa forte pela quadra da escola de samba
São João,
encravada na periferia de Mauá, uma das cidades mais pobres do ABC
paulista.
É madrugada alta, quase 5h do último dia 8, "um sabadão de
primavera louco",
como gosta de dizer Brown, registrado Pedro Paulo Soares
Pereira, 35 anos.

Líder da "família" Racionais MC’s e ícone seguido por
milhares de jovens,
Brown faz uma enquete com os quase 2.000 jovens -alguns
poucos alcoolizados-
que o vêem, paralisados, cantar seus raps épicos ao lado
dos "irmãos" Ice
Blue, Edy Rock e DJ KLJay: "Vocês são contra ou a favor do
desarmamento?"
Mais da metade dos jovens levanta a mão para defender as
armas. Brown,
então, pede para um dos jovens a favor das armas subir no palco
e contar a
razão por que assume essa defesa. Nervoso, o rapaz emenda: "Se os
bicos
sujos [inimigos] têm o direito de ter arma, nós também temos". O
público
vibra, aplaude. Brown rebate e diz que a violência, na maioria das
vezes,
atinge gente igual ao seu público ou seus familiares.

Após o
show, ainda no camarim, Brown se dirige ao repórter do Agora e diz:
"Você viu
só, mano, a molecada quer é andar armada mesmo." Depois de anos
sem dar
entrevista a um grande órgão da imprensa, Mano Brown falou ao Agora
sobre o
referendo para a proibição ou não da fabricação e a venda de armas e
munições
no Brasil, marcado para dia 23:

Agora: Qual é o seu posicionamento em
relação ao referendo do dia 23?
Mano Brown-Sou a favor do desarmamento, mas
essa argumentação é difícil,
devia ser de outra forma. Está difícil a
colocação das palavras. Sim ao
armamento ou sim ao desarmamento. "Vote sim".
Mas o bagulho está louco,
mano, você viu lá no show, o pessoal quer
arma.

Agora: Você tem dois filhos. Você quer que seu filho pegue em armas
amanhã?
Brown-Acontece que as pessoas estão vindo como luta de classes, tá
ligado,
mano? O rico não quer que o pobre se arme e ele fique desarmado. E o
pobre
não quer que o rico se arme e ele fique desarmado. Você viu o argumento
do
moleque: "Como é que os policiais vão andar armados e eu vou
andar
desarmado?" É meio desigual, o argumento. Está confuso.

Agora:
Principalmente para o jovem?
Brown-O jovem da periferia vê na arma um
instrumento para ascender na
sociedade de alguma forma, de ganhar respeito,
coisa que ele não conseguiria
normalmente, ou não da forma que ele
queria.

Agora: Antes de ser o Mano Brown, você pensou em andar armado
para ser mais
homem ou para ter ascensão social no seu bairro?
Brown-Andei
armado para me defender. Andei armado um tempo, não ando mais,
não gosto de
arma.

Agora: Isso é público? Você não esconde que um dia andou
armado?
Brown-Não. Andei armado.

Agora: Hoje, você voltaria a andar,
caso corresse risco?
Brown-É difícil porque a gente não sabe o dia de amanhã.
Mas eu preferiria
não ter uma arma na mão no momento em que fosse necessário.
Preferiria não
ter. Acho que uma vida humana vale muito mais do que qualquer
coisa, e isso
é irreversível. Muita coisa que poderia ter sido resolvido na
idéia acabou
em morte, pelo fato de a arma dar essa sensação de controle
total.
Agora: No ano passado, segundo o Ministério da Justiça, 2.947 pessoas
foram
mortas com armas de fogo só em São Paulo, e a maioria tinha entre 15 e
24
anos, gente que vinha assistir o seu show. Como você vê isso?
Brown-Eu
enxergo que está muita pressão em cima dessa geração que está
descendo para a
rua agora, para a arena, que acabou de sair da adolescência.
Está muito
pressão sobre eles porque a família, dos que têm, não consegue
retribuir o
investimento que a família fez neles. Os que não têm não vêem
motivação de
ser um garoto exemplo, porque os exemplos que estão sendo
seguidos são os que
andam armados, os que usam a força para conseguir o que
querem, seja pobre ou
rico.

Agora: Dinheiro fácil, ascensão social fácil?
Brown-Não é fácil
porque nunca é fácil quando você arrisca a sua própria
vida. Nunca é fácil. O
que eu penso é que muitos amigos meus, pessoas de
quem eu gostava, poderiam
estar vivos hoje, se não fosse a arma. Porque a
pressão que a molecada está
vivendo vai ser extravasada violentamente,
porque eles não são ouvidos. Os
anos estão passando, um governo de esquerda
já assumiu e era esperança. As
coisas estão muito lentas e a periferia é
urgente, precisa das coisas para
ontem e as coisas não estão acontecendo,
está muito nebuloso. Os moleques
estão inseguros, eles têm pressa, eles
querem viver logo, têm ânsia de viver
a vida, viver a vida que é vendida,
que é oferecida.

Agora: Via
parabólica?
Brown-É, pela televisão. Eles querem viver a vida que todo mundo
fala que é
boa, que os poetas falam. E eles não estão vendo essa vida, eles
estão
vivendo uma vida de necessidade, de dia-a-dia difícil, de hostilidade,
uma
competição hostil o tempo todo, começa dentro de casa. É muita gente
para
pouco espaço, muita gente para pouco emprego, muita gente para
pouco
dinheiro, poucas oportunidades, está muito competitivo.

Agora:
Você já contou quantos amigos seus foram mortos a tiros?
Brown-Eu não parei
para contar, mas eu sinto a falta de vários, vários
camaradas que morreram
vítimas de violência barata mesmo, de idéia de que
poderia resolver trocando
idéia. A arma estava fácil. Armamento abundante na
mão de pessoas sem
estrutura, sem equilíbrio, na mão de pessoas
problemáticas. A arma não
deveria estar na mão de ninguém, nem a polícia
deveria andar armada. É aquilo
que o moleque falou: "Por que a arma tem que
estar na mão do polícia e na
nossa não?" Acho que a partir do momento em que
a polícia tem o direito de
matar, o cidadão comum também tem. Porque, na
verdade, o policial também é um
cidadão comum, o governador também é um
cidadão comum, ele não tem o direito
de matar, ninguém tem o direito de
matar. Então, tem que desarmar geral, eu
sou a favor de desarmar geral, todo
mundo.

Agora: Você ficou
decepcionado, triste, quando, durante o show que terminou,
viu que a maioria
dos jovens quer as armas?
Brown-Eu não fiquei tão surpreso, entendeu. Talvez
eu já soubesse, mais ou
menos, que a resposta seria essa, porque esse
argumento é muito fácil, é o
mesmo que os ricos também estão usando. Eu fico
sentido porque sei que quem,
mais uma vez, se a vontade da periferia for
aquela refletida hoje dentro do
salão lá, as armas vão continuar na rua.
Porque eu vi que a maioria é a
favor do armamento. Talvez por não pensar
muito, talvez por não analisar um
assunto a fundo, como ele precisa ser
analisado. Talvez alguns tenham
respondido ali da boca para fora, e se
respondeu da boca para fora é porque
não está pensando tanto no assunto. Isso
é preocupante.

Agora: Você acha que o jovem vai votar de qualquer jeito
no referendo?
Brown-Está aí o que você falou que eu fiquei sentido, foi isso
aí. Eu senti
que as pessoas não estão preocupadas com o assunto, tá ligado?
Tanto faz. Já
estão vivendo a pior parte mesmo, eu estou vendo que, pelos
moleques, tanto
faz ter arma ou não, eles acham que a vida não vai melhorar.
Eles não
acreditam na melhora. Eu vejo que os jovens estão sem esperança na
melhora.

Agora: Você falou em luta de classes, que o rico quer ficar
armado e quer
desarmar o pobre, é desse jeito?
Brown-É isso o que eu estou
vendo. E o pobre não quer ficar desarmado porque
ele sabe que do outro lado
vai haver muitas armas contra ele, também. Então
virou quase que uma guerra,
né? Uma guerra fria. O Brasil está a beira de
um… o barril está para
explodir mesmo, hein, meu. Se o Lula não conseguir
dar um passo, fazer alguma
coisa que as pessoas realmente notem. Se esse
governo agora, que vai entrar
no último ano, não fizer alguma coisa que seja
visível aos olhos dos
humildes, uma coisa que faça diferença dentro da casa
das pessoas, eu acho
que a tendência é o Brasil voltar a ter um governo de
direita, morô, meu, de
pessoas que pregam a arma, pregam a construção de
cadeia, tá ligado, que
pregam a repressão, e a periferia continuar alienada.
Agora, vai se alienar
por outras coisas. (André Caramante)

Categorias: Notícias e política | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Sobre o polêmico desarmamento

  1. Samuel e

    esse é um problema muito sério e que "temos" que ser bem fortes porque a qualquer momento pode acontecer uma revolução e ai? quem se importa? quem quer saber? eu sou a favor do DESARMAMENTO e tenho meus motivos e são sérios. Aqui no rio grande do sul existe muitas fazendas etc… e as pessoas tem o argumento que é para a defesa delas, mas eu tinha uma prima de 5 anos que sem querer achou a arma do pai e brincando se deu um tiro e ai?! a culpa é de quem? do pai que tinha arma em casa? o que?

  2. Samuel e

    pois é como não entendo nada de ingles eu não consegui fazer o negocio aquele de musica! é uma pena porque eu tenho uma boa trilha sonora para quem quiser ouvir.minha namorada está bem perto de tiela estuda na unasp ai em são paulo mas na real ela mora em cochabamba na bolivia que também é longe!ahhhh eu coloquei sim o end. do teu blog pq achei super legal e acho que outras pessoas devem ver!ah quando quiser meu e-mail com msn é samuel_sais@hotmail.com quando quiser eu talvez também tenha alguma coisa que você se interesse bye bye e merci por tudo mexmo pena que não deu certo!bye…

  3. Solange

    Oi Samuel!!É, é complicada essa história…primeiro, meus sentimentos pela sua priminha :((( O seu tio (e a família como um todo) deve ter ficado arrasado :((( Todo mundo fica falando que se votar a favor do desarmamento isso vai ser um "direito" que nos vai ser tirado…mas caramba, que raios de direito é esse?!? Direito de matar e de morrer?? Pffff brigada, mas esse eu passo!!! Acho que muitos acidentes com crianças, muita discussão acalorada que termina em morte (inclusive no trânsito) e muitos suicídios seriam evitados se não houvesse uma arma por perto. Mesmo que os bandidos e outros caras de intenção duvidosa continuem armados com essa lei, eu acho que pelo menos alguns casos de violência seriam evitados…mas enfim…parece que a maioria dos brasileiros prefere a história do dente por dente…Então, o treco do som, eu posso traduzir procê!!! Mas não agora porque já enrolei muito aqui, preciso ir estudar! Coloco lá no seu blog o passo a passo! Muito obrigada pelo seu email, entro em contato sim!🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Logical Quotes

Logical and Inspirational quotes

Violet's Veg*n e-Comics

Virtual Vegan Comics for Children

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Sabiscuit's Catalog

I can't eat biscuits, but I have a better idea ...

Eric Schlehlein, Author/Freelance writer

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

The top 10 of Anything and Everything!!!

The top 10 of just about anything everything, from cakes to cats and dogs to caravans. Always a laugh, always worth seeing.

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands

DaniellaJoe's Blog

crochet is my favorite fiber art and my goal is to become a real artist...

espacokaizen.wordpress.com/

Blog do Kaizen: Seu espaço de saúde e bem estar

Opinião Central

Opinião Central - seu Blog de Arte, Filosofia e Cultura Pop

Espaço Pura Luz

Portal de Conhecimento

Canal Meditação

Ensinamentos sobre meditação e espiritualidade.

Espaço Virya

Atividades físicas e psicofísicas

Matheus de Souza

Escritor, Empreendedor e Growth Hacker

CorpoInConsciência

consciência corporal corpo inconsciência integração equilíbrio resistência alongamento respiração alimentação consciência

ICI & LA NATURE PICTURES

Walk and Bike in France. www.icietlanature.com

For the pleasure of Govinda

Art and craft for the soul

In punta di piedi

Entra in punta di piedi e spia nel buco della serratura

Daily Rock Report

Because you like it hard and Loud.

Pa-Kua Minas Gerais

Escola destinada ao ensino de práticas orientais

Ambiente Consultoria

Consultor em feng shui

In the Dark

A blog about the Universe, and all that surrounds it

Humor de Mulher!

Um pouco do que gosto, sinto e penso!

Candilejas

Fotoblogueando desde Panamá

Attenti al Lupo

www.attentiallupo2012.com

Lusty Writer

Explore the fun side of the world.

Katzenworld

Welcome to the world of cats!

We. See Hope

'Expect With Confidence. Never Give Up Hope. It's Just The Beginning'

Aurora

...porque me falta espaço!

Devine Decorating Results for Your Interior

Interior design ideas, tips & tricks, plus before & after images

La Audacia de Aquiles

"El Mundo Visible es Sólo un Pretexto" / "The Visible World is Just a Pretext".-

Daily (w)rite

A DAILY RITUAL OF WRITING

Spirituality Exploration Today

Delving into the cross roads of rationality and intuition

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

%d blogueiros gostam disto: