Arquivo do mês: julho 2012

Fácil matar


Nos EUA, o homem armado e de máscara entrou em um cinema, na estreia do novo “Batman”. Atirou gás na plateia e, em meio à confusão, abriu fogo. Matou 12 e feriu 58. Nem todos perceberam de saída que era uma chacina –acharam que a bomba e o tiroteio faziam parte do lançamento do filme.

Nos primeiros 70 anos do cinema, até 1966, tal equívoco não seria possível. Sempre se matou na tela, mas era uma morte asséptica, de cinema: não se mostrava no mesmo take o tiro e a bala atingindo o alvo. Num take, o disparo; no outro, o sujeito levando a mão ao peito, estrebuchando e caindo morto. Sangue, então, nem pensar. Esse código era seguido também pelos gibis –raro o tiro e o alvo recebendo a bala no mesmo quadrinho.

Tudo isso se tornou passado quando, em “Uma Rajada de Balas” (1967), Warren Beatty disparou no rosto do homem que se enfiou pela janela do seu carro tentando impedir sua fuga –sequência logo superada pelo “balé de sangue” final, com Bonnie e Clyde metralhados com centenas de tiros em câmera lenta. Balé este que se tornaria o “Lago dos Cisnes” diante do morticínio de “Meu Ódio Será Tua Herança” (1969). E, a partir daí, não haveria mais limite.

O cinema logo se tornou uma extensão da indústria de explosivos. Com o incremento dos efeitos especiais e a avassaladora infantilização dos filmes, matar deixou de ter a carga dramática que caracterizava o cinema adulto. Fuzilar, explodir, reduzir a pó tornaram-se atos banais, levianos, quase um desenho animado.

Certo que chacinar inocentes será sempre uma decisão individual. Mas o farto cardápio de amostras no cinema, na TV, nos games, tablets e smartphones está levando à banalização do ato de matar. Daí o choque quando, sem aviso, a vida se apossa do faz de conta e se descobre que a morte não é um efeito especial.

&&&&&&&&&&&&&

Esta crônica me fez lembrar da morte do ator Brandon Lee (filho do Bruce Lee)…tadinho!!! 😦 Será que ninguém processou ninguém por essa morte absurda dele??

“Sua morte ocorreu durante as gravações de The Crow (O Corvo), um longa metragem dirigido por Alex Proyas, nos Estúdios Carolco, em Washington. Enquanto contracenava em uma cena em que era baleado foi atingido por um projétil que deveria estar carregado por festim. Uma das cenas filmadas para o filme requeria que uma arma fosse carregada, engatilhada e apontada para a câmara mas, por causa da curta distância do tiro, a munição carregada era de verdade mas sem pólvora. Após a realização desta cena, o assistente do armeiro limpou a arma para retirar as cápsulas, derrubando um dos projéteis no cano. A arma foi carregada com festim (que normalmente tem duas ou três vezes mais pólvora do que um projétil normal, para fazer um barulho alto). Lee entrou no set com um saco de supermercado contendo uma bolsa explosiva de sangue artificial. O projétil que estava preso no cano foi involuntariamente disparado em Lee, atravessando o saco que ele trazia, causando perfurações em seus órgãos internos e partindo sua coluna vertebral, causando sua morte por hemorragia interna, mesmo com a desesperada tentativa de uma cirurgia de seis horas para retirar a bala. Houve rumores de que os negativos com a filmagem de sua morte teriam sido destruídos sem que nunca fossem revelados. No entanto, segundo fontes extra-oficiais, a trágica cena foi incluída na edição final do filme. Existe praticamente um consenso entre os defensores dessa tese a respeito de qual é a tétrica cena: trata-se do momento em que Eric Draven, o personagem de Brandon, é alvejado por diversos policiais e o impacto do tiro que o matou arremessa o seu corpo para trás, fazendo com que ele atravesse a janela às suas costas. É provável que realmente seja essa cena, pois há uma nítida incoerência na continuidade: Eric, alvejado, atravessa a janela de costas e está caindo em direção ao chão, mas na tomada seguinte(quando os estilhaços do vidro ainda estavam caindo ao solo) ele já está ereto e se agarra ao parapeito da sacada do prédio, inclusive já estando de frente para o mesmo, algo que seria inteiramente impossível. Em toda a sequência seguinte à cena da quebra da janela, quando Eric foge da perseguição policial, o seu rosto não é focalizado em momento algum pela câmera, exceto já quase ao final da mesma e de forma bem rápida e ainda estando parcialmente encoberto, quando ele se levanta após uma queda. Emslow-motion, no entanto, é possível verificar que o rosto do ator que interpreta Eric Draven naquele momento não tem nem sequer a mais remota semelhança com a fisionomia de Brandon, sendo que nesta cena não se fazia necessária a presença de um dublê, pois não se trata de uma cena perigosa, apenas se levanta do chão e sai andando, a cena rendeu a Brandon Lee muita popularidade e após sua morte The Crow ainda teve continuidade, porém, sem o expressivo sucesso do primeiro filme.

Nos créditos finais do filme, os produtores incluíram uma homenagem a ele e sua noiva, Elisa Hutton. Sobre o fundo preto, aparece escrita a frase em branco: “For Brandon and Elisa.” O casamento de ambos se realizaria no dia 17 de abril de 1993, no México. Brandon, porém, morreu menos de três semanas antes, em 31 de março daquele ano.

Categorias: Sem categoria | Tags: , , , , , | 3 Comentários


Sobre o movimento pacifista e sua atual crise…este cara sabe o que está falando!

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Calculadora online compara seu peso com média global


Porque segunda-feira é dia de dieta, o Gigablog indica esta calculadora online criada pela BBC, que compara o seu IMC (índice de massa corporal) com o da média global de 177 países. Segundo a BBC, a calculadora  foi desenvolvida com base neste estudo, que associa dados das Nações Unidas com informações da Organização Mundial de Saúde.

O teste mostra que uma pessoa (uma amiga minha, sabe?) com 1,62 metro e 62 quilos tem IMC de 24, bastante parecido com o de mulheres italianas na faixa etária de 30 a 44 anos. A título de comparação (e para que essa minha amiga fique feliz), o IMC médio no Brasil é de 26,13, e o da Itália, 23,62. Uma dica: para a calculadora funcionar, use sempre um ponto para calcular a altura: 1.62, não 1,62.

Agora uma curiosidade: Estados Unidos aparecem com a 11ª maior média de IMC, atrás de países como Tonga, Egito e Jamaica. O país com menor IMC é a Etiópia, com 20,23 (Gisele Bündchen ganha geral, com seus 16 de IMC).

Vejam abaixo os meus resultados…*rs*

Your numbers/Seus números

Obesity Index/Índice de obesidade

25bmi 
BMI is an estimate of how “overweight” or “obese” a person is/BMI é uma estimativa de quão “acima do peso” ou “obesa” alguém é
National/Nacional

Below average/Abaixo da média
You have a lower BMI than 60% of females aged 30-44 in your country/Você tem um BMI menor que 60% das mulheres de 30 a 44 anos de idade no seu país
Global

Above average/Acima da média

You have a higher BMI than 57% of females aged 30-44 in the world/Você tem um BMI maior que 57% das mulheres desta faixa etária no mundo

Did you know? Você sabia?

If everyone in the world had the same BMI as you, it would add 14,008,136 tonnes to the total weight of the world’s population./Se todos no mundo tivessem um BMI igual ao seu, adicionar-se-iam 14.008.136 toneladas ao peso total da população mundial.

You’re most like someone from Swaziland*/Você é mais parecido com alguém que vem da Suazilândia

(país do sul da África que eu nem conhecia, veja aqui – “A expectativa de vida no país é uma das mais baixas no mundo (cerca de 32 anos), uma vez que um terço da população adulta é portadora do vírus HIV. Em 2010, a contaminação na faixa etária entre 25 e 29 anos chegou a 46% dos suazis. A poligamia é usada para explicar parte do índice de contaminação da população pelo vírus HIV. Os homens da Suazilândia têm em média cinco companheiras, seja por meio do casamento ou relações informais.”)

* Compared with other females aged 30-44 in Swaziland
…E se eu conseguisse manter o peso a que cheguei este ano…

Your numbers

Obesity Index

23bmi 
BMI is an estimate of how “overweight” or “obese” a person is
National

Below average
You have a lower BMI than 73% of females aged 30-44 in your country
Global

Below average

You have a lower BMI than 55% of females aged 30-44 in the world

Did you know?

If everyone in the world had the same BMI as you, it would remove 6,400,375 tonnes from the total weight of the world’s population 

You’re most like someone from Tanzania*

* Compared with other females aged 30-44 in Tanzania
…Ou seja, eu quero voltar para a Tanzânia!!!!! Preciso cair 26 países (credo!!) para atingir um peso com o qual me sinto bem 😛

“Using UN data on population size in 177 countries, together with estimates of global weight from the WHO and mean height from national health examination surveys the team were able to calculate average BMI figures for each country.

Using the values that you input into the calculator, it works out your BMI as well as where you are in relation to the rest of the population in your country and the world for your gender and age.

As with all large data sets, there is a margin of error in this calculation, something statisticians call “standard deviation”. This is indicated on the graph by the faint band either side of your indicated BMI measure.

* Your range is a reference to the “standard deviation from the mean”, in other words your result is likely to vary within these boundaries.”

Categorias: Health and wellness, Saúde e bem-estar | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Capas de discos que…


…me fazem querer ouvi-los (mas desconheço-os por enquanto…se souberem que são bons, ou ruins, façam o favor de me avisar!):

Categorias: Imagens/Images, Music | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Quadro do dia: a queda de Ícaro


…acompanhado do poema do dia, claro:

According to Brueghel
when Icarus fell
it was spring

a farmer was ploughing
his field
the whole pageantry

of the year was
awake tingling
near

the edge of the sea
concerned 
with itself

sweating in the sun
that melted
the wings' wax

unsignificantly
off the coast
there was

a splash quite unnoticed
this was
Icarus drowning

Categorias: Imagens/Images, Sem categoria, Wallpapers/Papeis de parede | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

MCMXIV


Those long uneven lines
Standing as patiently
As if they were stretched outside
The Oval or Villa Park,
The crowns of hats, the sun
On moustached archaic faces
Grinning as if it were all
An August Bank Holiday lark;And the shut shops, the bleached
Established names on the sunblinds,
The farthings and sovereigns,
And dark-clothed children at play
Called after kings and queens,
The tin advertisements
For cocoa and twist, and the pubs
Wide open all day–And the countryside not caring:
The place names all hazed over
With flowering grasses, and fields
Shadowing Domesday lines
Under wheat’s restless silence;
The differently-dressed servants
With tiny rooms in huge houses,
The dust behind limousines;

Never such innocence,
Never before or since,
As changed itself to past
Without a word–the men
Leaving the gardens tidy,
The thousands of marriages,
Lasting a little while longer:
Never such innocence again.

Philip Larkin (1922-1985)

The First World War arrived at the climax of an era of unprecedented growth and achievement in Europe, shattering people’s faith in king and country, and putting the lie to the popular notion that man and society had been progressing and improving right in step with the giant strides of the industrial revolution. This was total war. This time everyone would be affected: laborers, tradesmen, public school boys, Oxbridge graduates, and women.

Initially, the war was not called the First World War, for no one could believe that there would ever be another war after this one. It was “the War to End All Wars,” “the Great War.” Unfortunately, the Great War became the prototype, ushering in the 20th Century, and establishing the now familiar model of mechanized war and mass suffering that still plagues us at the end of the century. At the end of the Great War, what seemed to be a restoration of peace and the balance of power, in fact bred a legacy of bitterness between the former enemies that eventually lead to an even worse Second World War only twenty years later. The Great War was a fissure that wrecked forever the continuity of progress, and changed everything in the West: in addition to nine million lives extinguished, the war exhausted treasuries and bankrupted both winners and losers; in the war’s climate of suffering and despair, revolutions toppled venerable monarchies and brought Communism to Russia, and Nazism to Germany. Even the arts would never be the same.

http://net.lib.byu.edu/english/WWI/newmain.html

In 1914, the Public Schools Officers’ Training Corps annual camp was held at Tidworth Pennings, near Salisbury PlainLord Kitchener was to review the cadets, but the imminence of the war prevented him. Smith-Dorrien was sent instead. He surprised the two-or-three thousand cadets by declaring (in the words of Donald Christopher Smith, a Bermudiancadet who was present) “that war should be avoided at almost any cost, that war would solve nothing, that the whole of Europe and more besides would be reduced to ruin, and that the loss of life would be so large that whole populations would be decimated. In our ignorance I, and many of us, felt almost ashamed of a British General who uttered such depressing and unpatriotic sentiments, but during the next four years, those of us who survived the holocaust – probably not more than one-quarter of us – learned how right the General’s prognosis was and how courageous he had been to utter it.”

Categorias: Sem categoria | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Minha nota finalmente saiu!


Passei com 9,5, oba!! 😀

Categorias: Sem categoria | 19 Comentários

Post educacional


Fundado por dois cientistas da computação de Stanford, nos Estados Unidos, para oferecer cursos gratuitos à distância de ensino superior, o Coursera engrossa a experiência com a adesão de algumas das melhores universidades do mundo.

O projeto começou com Stanford, Princeton, Universidade da Pensylvania e Michigan.

Agora agregou, entre outras, California Institute of Technology, Duke University, Georgia Institute of Technology, Johns Hopkins University, Rice University, University of California, San Francisco, University of Illinois, Urbana-Champaign, University of Washington e University of Virginia.

Matricule-se aqui: https://www.coursera.org/

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

edX, plataforma on-line lançada em uma parceria entre Harvard e MIT, fez hoje um anúncio duplo: apresentou os sete cursos que vai oferecer a partir do site neste semestre e divulgou a adesão de mais uma instituição top à iniciativa: a Universidade da Califórnia, Berkeley, considerada a melhor universidade pública dos EUA neste ano pela US News & World Report.

O edX começa oficialmente a oferecer os primeiros cursos neste semestre. O curso piloto, que vai servir de modelo para os próximos, foi o de circuitos e eletrônica, dado pelo MIT no primeiro semestre e que está novamente disponível agora. O curso teve 155 mil inscritos e pouco mais de 7.000 concluintes em vários países do mundo.

A notícia de que a UC Berkeley também vai oferecer cursos nesse primeiro semestre do edX foi comemorada por Robert J. Birgeneau, chanceler da universidade. “Nós estamos comprometidos com a educação on-line de excelência, com o objetivo de levar a educação superior para longe e melhorar a qualidade da que é oferecida no campus. Nós compartilhamos a visão que MIT e Harvard têm e também acreditamos na colaboração com esse modelo sem fins lucrativos.” Leia matéria completa no site do PorVir

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Links para aprender qualquer idioma de graça

Quer aprender a falar uma língua estrangeira, mas não tem dinheiro? Confira nossa lista para aprender qualquer idioma de graça. Há inglês, espanhol, francês, alemão, chinês…

1. BBC Languages

Se você já fala inglês e deseja aprender outro idioma, como grego, francês, italiano, mandarim ou alemão o site BBC Language pode te ajudar. Ele oferece jogos, exercícios, vídeos, áudios e outros materiais em um curso de idiomas online gratuito.

2. Espacios publicos

Em um curso introdutório de 20 horas você terá acesso sem custos para aprender os fundamentos do idioma espanhol.

3. Beginners’ Chinese

Esse curso, em inglês, é feito para quem nunca teve contato com o idioma mandarim chinês. Em um total de 6 horas ele apresenta, além do idioma, algumas informações sobre a cultura e sociedade chinesa.

4. French 101

Um total de 15 aulas introdutórias de francês estão disponíveis online gratuitamente. O conteúdo foi desenvolvido pela Universidade Carnegie Mellon e é necessário falar inglês para completar as lições.

5. Englishtown

Se você não fala inglês, mas deseja aprender, confira os materiais oferecidos pela Englishtown. O site promete que, com cinco minutos de prática por dia, você pode aprender o idioma facilmente.

6. Alemão no Busuu

Crie uma conta grátis no Busuu e aprenda alemão nos cursos com exercícios, conversação, testes e outros materiais. Além do alemão, o site também oferece cursos de inglês, turco, árabe, italiano, japonês, francês, polonês, russo e espanhol.

7. Otaku Project

No Otaku Project você pode aprender a falar japonês online e de graça. Para facilitar a vida dos alunos o site disponibiliza um roteiro de estudos com introduções sobre o idioma, o alfabeto e aspectos da gramática, além de oferecer um espaço para dúvidas, sessão de livros e downloads.

8. Libras básico

Para aprender a linguagem dos sinais da língua brasileira em uma plataforma online e gratuita confira o curso de libras básico da Prime Cursos.

9. Latim

Se você já fala inglês e deseja aprender latim, confira um curso de introdução ao idioma com 10 horas de duração.

10. BabelMundo Espanhol

No site você terá acesso gratuito a exercícios, lições e testes que podem ajudá-lo a aprender espanhol.

11. Russo em Português

O blog Russo em Português procura auxiliar pessoas que querem aprender russo e oferece diversos recursos online como guia para autodidatas, notícias sobre a Rússia, dicionários e mais.

12. Persa básico

Se você pensa que a língua persa é coisa do passado, está muito enganado. Atualmente ela é falada no Irã, no Afeganistão, Tajiquistão, Paquistão, Uzbequistão e, em menor escala, na Armênia, Turcomenistão, Azerbaijão e no Barein. Se você deseja saber o básico do idioma, como, por exemplo, algumas expressões do cotidiano, confira o dicionário de viagem grátis no site Aprender Línguas.

13. Aprenda inglês online

No site Learn English Online você pode conferir de graça mais de 56 lições do nível iniciante ao intermediário e dicas de pronúncia. Além disso, é possível conversar com outras pessoas que fazem o curso no fórum oferecido pelo site.

14. Italiano na web

No site você tem acesso sem custos a lições de gramática, verbos, falsos cognatos, expressões idiomáticas e provérbios em italiano.

15. Hebraico

O idioma hebraico é falado por mais de 8 milhões de pessoas ao redor do mundo e é uma das línguas mais antigas do mundo. Confira o curso online gratuito oferecido pela Livemocha, faça seu cadastro e comece a aprender.

16. Libras em inglês

Se você já é fluente em inglês e deseja aprender a linguagem dos sinais no idioma, confira o curso gratuito no site Lifeprint.com.

17. Chinês pelo MIT

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) oferece um curso de chinês básico, em inglês, por meio de seu site OpenCourseWare.

18. Esperanto, a língua universal

Criado no fim da década de 1970 por Ludwig Lazarus Zamenhof, o Esperanto foi feito com o objetivo ser um idioma fácil de aprender, politicamente neutro, que pudesse transcender as divisões nacionais e promover a paz e a compreensão entre as pessoas com diferentes línguas regionais e/ou nacionais. Junte-se ao grupo de 2 milhões de pessoas que falam o idioma e aprenda o Esperanto de graça no site Livemocha.

19. Holandês

O blog Brasileiros na Holanda oferece aulas, lições, dicas, exercícios e outros materiais online completamente gratuitos.

20. Híndi

O híndi é um dos idiomas mais falados em todo mundo. Aprenda o idioma online e de graça no Livemocha.

21. Nórdico antigo

Se você gosta de vikings e cultura nórdica, aprenda a falar o idioma nórdico antigo no site Old Norse for Beginners. É necessário falar inglês, pois o curso é feito nesse idioma.
 

Categorias: Notícias e política | Tags: , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aurora

Uma imagem vale mil palavras, então...

Pedazos de miel en jaula

La existencia, la introspección y la experiencia

Filosofia Animada

Sitio Virtual onde se encontra o registro das práticas educacionais do Prof. Daniel Carlos.

throughdanielleseyes

Words, thoughts, and snapshots of life.

Dirty Sci-Fi Buddha

Musings and books from a grunty overthinker

BaileyBee

The Hive

Chairybomb

Honest Furniture Reviews

ricardo barros elt

Thinking and Living English

BA -VISUAL LESSON PLANS

for English teachers.

viralelt.wordpress.com/

Viral Videos for Higher Level ELT | Ian James | @ij64

Progressive Transit

For better communities and a higher standard of living...

Josh, Naked

A mental birthday suit

colossalvitality

Just another WordPress.com site

sindhuspace

Claiming the better half for women in a Man's World

Cybele's Haus of Digital Pain

kismetly crestfallen

Amanda Ricks

Digital Marketing For People By People.

CamiNique

Blog literário

wolf4915

Writing, Photography, Digital Art, Painting + News!

Le Blog BlookUp

Imprimez et transformez vos contenus digitaux, blogs et réseaux sociaux, en magnifiques livres papier sur blookup.com

Dr. Eric Perry, PhD

Psychology to Motivate | Inspire | Uplift

Jornal Acorda Getúlio

Os alunos fazem a escola

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Violet's Vegan Comics

Vegan Children's Stories

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Eric Schlehlein, Author

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

Top 10 of Anything and Everything - The Fun Top Ten Blog

Animals, Gift Ideas, Travel, Books, Recycling Ideas and Many, Many More

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands

DaniellaJoe's Blog

crochet is my favorite fiber art and my goal is to become a real artist...