Arquivo do dia: 4 de junho de 2013

Todo aumento é um roubo: se a tarifa não baixar, São Paulo vai parar.


ATO CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM EM SÃO PAULO!
06/junho às 17hrs no Teatro Municipal
A quem interessa o aumento da tarifa?Como já era de se esperar e vinha sendo anunciado por Fernando Haddad desde os seus primeiros dias na prefeitura de São Paulo, a tarifa de ônibus em nossa cidade voltou a aumentar em 2013, custando agora R$ 3,20. Também os preços do trem e do metrô, de incumbência do governo estadual, subiram para o mesmo valor. O reajuste da passagem que já era uma das mais caras do Brasil foi defendido pelo governo municipal como necessário após dois anos e meio de “congelamento”, e teria consequências reduzidas para a população por ter sido realizado abaixo do índice da inflação (IPCA 15,5%).

Nós, do coletivo Rompendo Amarras, compreendemos que a mobilidade é um direito, de caráter fundamental para o acesso à cidade, aos espaços públicos e aos demais direitos de toda a população de São Paulo, à educação, saúde, lazer e cultura. Entendemos que o discurso técnico e o debate das contas orçamentárias visam mascarar o fundo político da decisão do reajuste. Se levarmos em conta apenas a inflação acumulada dos últimos 18 anos, a passagem do ônibus, que custava R$ 0,65 em 1995, deveria custar aproximadamente R$ 1,50 hoje. As contas não fecham porque a lógica que rege o sistema de transporte público é a do lucro, não a do atendimento à população, que paga em dobro pelo transporte, ao pagar os impostos e a tarifa para saciar a ganância dos empresários. Tanto é verdade que o Haddad já declarou que haverá um novo aumento em 2014.

É central para pensarmos um novo modelo, 100% público, o questionamento também à concessão do transporte de ônibus para as empresas privadas, que financiam as campanhas eleitorais de nossos governantes e por eles são atendidas em seus interesses, em um regime de troca de favores. Em julho deste ano, conforme já afirmou o prefeito, deverão ser renovadas as concessões para o setor privado para os próximos 10 anos.

Quem paga caro por esse aumento

Na cidade de São Paulo, vivem hoje 500,6 mil famílias pobres, com até R$ 140 mensais, ou seja, menos de R$ 5 reais por dia. Se a tarifa aumenta, os trabalhadores e a juventude da periferia, que dependem do transporte em uma cidade em que os postos de trabalho estão concentrados no centro (20% dos empregos só na Sé), precisam reduzir os gastos com comida, educação, vestuário, dentre outros.

O sucateamento, o preço abusivo, a falta de linhas, a demora nos pontos de ônibus e a superlotação, afetam especialmente as mulheres, os negros e as LGBT’s. Primeiramente, por ocuparem os empregos de pior remuneração na sociedade. No caso das mulheres, também pela carência enorme de creches públicas em São Paulo, pelo assédio em ônibus superlotados e pelos casos constantes de estupros em ponto de ônibus. A falta de segurança nas estações à noite permitiu que recentemente, em Salvador, um casal de homossexuais fosse agredido a pauladas.

A luta contra o aumento em 2013

Derrotar a máfia do transporte e os governos é possível. Devemos nos espelhar nas mobilizações recentes de Porto Alegre, que com uma sequência de atos massivos, com protagonismo da juventude, muita unidade entre os movimentos sociais e diálogo com a população, foi conquistada a reversão do aumento da passagem. Em 2011 a tarifa foi barrada em Teresina, em 2005 em Vitória. Neste ano, também em Goiânia e em Natal o movimento vem crescendo, evidenciando uma nacionalização da luta contra o aumento da passagem.

A partir de uma jornada de lutas, que se alastre pelos diversos cantos da cidade, podemos chegar à vitória. Haddad foi eleito com o discurso de um novo tempo para São Paulo, mas mostra desde os primeiros passos o seu alinhamento com a velha política. É chegado o momento de dizermos um basta e assumirmos nós mesmos, estudantes e jovens, em aliança com os movimentos sociais, a tarefa de construir um outro futuro para a nossa cidade e as nossas vidas.

 

Categorias: Sem categoria | 1 Comentário

Palavrão


Aaaah, que pena!!!

Com 63 letras, palavra mais longa da língua alemã é extinta

Vocábulo designava lei sobre exame de carne bovina da época da doença da vaca louca. UE recomendou abolição

A língua alemã, conhecida por seus substantivos gigantes e teoricamente infinitos, perdeu dua palavra mais longa: a até então campeã “Rindfleischetikettierungsüberwachungsaufgabenübertragungsgesetz” não existe mais.

Abreviada para RkReÜAÜG, a palavra de 63 letras significa “a lei concernente à delegação de deveres para a supervisão de marcação de gado e etiquetação de bife” (aqui). Ela havia sido criada em 1999, durante a crise da chamada doença da vaca louca e foi reconhecida somente oito anos depois, quando “Grundstücksverkehrsgenehmigungszuständigkeitsübertragungsverordnung” (“regulação governando a delegação de autoridade concernente à permissões de transferências de propriedades”), de 67 letras, foi aposentada.

Na semana passada, foi a vez de RkReÜAÜG. O Parlamento regional do estado de Mecklenburg Vorpommern seguiu a decisão da União Europeia de que o exame de rebanhos saudáveis à procura da doença não era mais necessário – e tampouco a palavra alemã.

Categorias: Quizzes and other curious stuff | Tags: , , , | Deixe um comentário

paprikartesanato

Just another WordPress.com site

Aurora

Uma imagem vale mil palavras, então...

Pedazos de miel en jaula

La existencia, la introspección y la experiencia

Filosofia Animada

Sitio Virtual onde se encontra o registro das práticas educacionais do Prof. Daniel Carlos.

throughdanielleseyes

Words, thoughts, and snapshots of life.

Dirty Sci-Fi Buddha

Musings and books from a grunty overthinker

BaileyBee

The Hive

Chairybomb

Honest Furniture Reviews

ricardo barros elt

Thinking and Living English

Edu de Freitas ELT

Edu de Freitas ELT

BA -VISUAL LESSON PLANS

for English teachers.

viralelt.wordpress.com/

Viral Videos for Higher Level ELT | Ian James | @ij64

Progressive Transit

For better communities and a higher standard of living...

Josh, Naked

A mental birthday suit

colossalvitality

Just another WordPress.com site

sindhuspace

Claiming the better half for women in a Man's World

Cybele's Haus of Digital Pain

kismetly crestfallen

Amanda Ricks

Digital Marketing For People By People.

CamiNique

Blog literário

wolf4915

Writing, Photography, Digital Art, Painting + News!

Le Blog BlookUp

Imprimez et transformez vos contenus digitaux, blogs et réseaux sociaux, en magnifiques livres papier sur blookup.com

Dr. Eric Perry

Psychology to Motivate | Inspire | Uplift

Jornal Acorda Getúlio

Os alunos fazem a escola

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Violet's Vegan Comics

Vegan-Friendly Stories for all ages

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Sabiscuit's Catalog

I can't eat biscuits, but I have a better idea ...

Eric Schlehlein, Author

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

Top 10 of Anything and Everything - The Fun Top Ten Blog

Animals, Gift Ideas, Travel, Books, Recycling Ideas and Many, Many More

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands