Arquivo do dia: 4 de junho de 2013

Todo aumento é um roubo: se a tarifa não baixar, São Paulo vai parar.


ATO CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM EM SÃO PAULO!
06/junho às 17hrs no Teatro Municipal
A quem interessa o aumento da tarifa?Como já era de se esperar e vinha sendo anunciado por Fernando Haddad desde os seus primeiros dias na prefeitura de São Paulo, a tarifa de ônibus em nossa cidade voltou a aumentar em 2013, custando agora R$ 3,20. Também os preços do trem e do metrô, de incumbência do governo estadual, subiram para o mesmo valor. O reajuste da passagem que já era uma das mais caras do Brasil foi defendido pelo governo municipal como necessário após dois anos e meio de “congelamento”, e teria consequências reduzidas para a população por ter sido realizado abaixo do índice da inflação (IPCA 15,5%).

Nós, do coletivo Rompendo Amarras, compreendemos que a mobilidade é um direito, de caráter fundamental para o acesso à cidade, aos espaços públicos e aos demais direitos de toda a população de São Paulo, à educação, saúde, lazer e cultura. Entendemos que o discurso técnico e o debate das contas orçamentárias visam mascarar o fundo político da decisão do reajuste. Se levarmos em conta apenas a inflação acumulada dos últimos 18 anos, a passagem do ônibus, que custava R$ 0,65 em 1995, deveria custar aproximadamente R$ 1,50 hoje. As contas não fecham porque a lógica que rege o sistema de transporte público é a do lucro, não a do atendimento à população, que paga em dobro pelo transporte, ao pagar os impostos e a tarifa para saciar a ganância dos empresários. Tanto é verdade que o Haddad já declarou que haverá um novo aumento em 2014.

É central para pensarmos um novo modelo, 100% público, o questionamento também à concessão do transporte de ônibus para as empresas privadas, que financiam as campanhas eleitorais de nossos governantes e por eles são atendidas em seus interesses, em um regime de troca de favores. Em julho deste ano, conforme já afirmou o prefeito, deverão ser renovadas as concessões para o setor privado para os próximos 10 anos.

Quem paga caro por esse aumento

Na cidade de São Paulo, vivem hoje 500,6 mil famílias pobres, com até R$ 140 mensais, ou seja, menos de R$ 5 reais por dia. Se a tarifa aumenta, os trabalhadores e a juventude da periferia, que dependem do transporte em uma cidade em que os postos de trabalho estão concentrados no centro (20% dos empregos só na Sé), precisam reduzir os gastos com comida, educação, vestuário, dentre outros.

O sucateamento, o preço abusivo, a falta de linhas, a demora nos pontos de ônibus e a superlotação, afetam especialmente as mulheres, os negros e as LGBT’s. Primeiramente, por ocuparem os empregos de pior remuneração na sociedade. No caso das mulheres, também pela carência enorme de creches públicas em São Paulo, pelo assédio em ônibus superlotados e pelos casos constantes de estupros em ponto de ônibus. A falta de segurança nas estações à noite permitiu que recentemente, em Salvador, um casal de homossexuais fosse agredido a pauladas.

A luta contra o aumento em 2013

Derrotar a máfia do transporte e os governos é possível. Devemos nos espelhar nas mobilizações recentes de Porto Alegre, que com uma sequência de atos massivos, com protagonismo da juventude, muita unidade entre os movimentos sociais e diálogo com a população, foi conquistada a reversão do aumento da passagem. Em 2011 a tarifa foi barrada em Teresina, em 2005 em Vitória. Neste ano, também em Goiânia e em Natal o movimento vem crescendo, evidenciando uma nacionalização da luta contra o aumento da passagem.

A partir de uma jornada de lutas, que se alastre pelos diversos cantos da cidade, podemos chegar à vitória. Haddad foi eleito com o discurso de um novo tempo para São Paulo, mas mostra desde os primeiros passos o seu alinhamento com a velha política. É chegado o momento de dizermos um basta e assumirmos nós mesmos, estudantes e jovens, em aliança com os movimentos sociais, a tarefa de construir um outro futuro para a nossa cidade e as nossas vidas.

 

Categorias: Sem categoria | 1 Comentário

Palavrão


Aaaah, que pena!!!

Com 63 letras, palavra mais longa da língua alemã é extinta

Vocábulo designava lei sobre exame de carne bovina da época da doença da vaca louca. UE recomendou abolição

A língua alemã, conhecida por seus substantivos gigantes e teoricamente infinitos, perdeu dua palavra mais longa: a até então campeã “Rindfleischetikettierungsüberwachungsaufgabenübertragungsgesetz” não existe mais.

Abreviada para RkReÜAÜG, a palavra de 63 letras significa “a lei concernente à delegação de deveres para a supervisão de marcação de gado e etiquetação de bife” (aqui). Ela havia sido criada em 1999, durante a crise da chamada doença da vaca louca e foi reconhecida somente oito anos depois, quando “Grundstücksverkehrsgenehmigungszuständigkeitsübertragungsverordnung” (“regulação governando a delegação de autoridade concernente à permissões de transferências de propriedades”), de 67 letras, foi aposentada.

Na semana passada, foi a vez de RkReÜAÜG. O Parlamento regional do estado de Mecklenburg Vorpommern seguiu a decisão da União Europeia de que o exame de rebanhos saudáveis à procura da doença não era mais necessário – e tampouco a palavra alemã.

Categorias: Quizzes and other curious stuff | Tags: , , , | Deixe um comentário

Aurora

Uma imagem vale mil palavras, então...

Pedazos de miel en jaula

La existencia, la introspección y la experiencia

Filosofia Animada

Sitio Virtual onde se encontra o registro das práticas educacionais do Prof. Daniel Carlos.

throughdanielleseyes

Words, thoughts, and snapshots of life.

Dirty Sci-Fi Buddha

Musings and books from a grunty overthinker

BaileyBee

The Hive

Chairybomb

Honest Furniture Reviews

ricardo barros elt

Thinking and Living English

BA -VISUAL LESSON PLANS

for English teachers.

viralelt.wordpress.com/

Viral Videos for Higher Level ELT | Ian James | @ij64

Progressive Transit

For better communities and a higher standard of living...

Josh, Naked

A mental birthday suit

colossalvitality

Just another WordPress.com site

sindhuspace

Claiming the better half for women in a Man's World

Cybele's Haus of Digital Pain

kismetly crestfallen

Amanda Ricks

Digital Marketing For People By People.

CamiNique

Blog literário

wolf4915

Writing, Photography, Digital Art, Painting + News!

Le Blog BlookUp

Imprimez et transformez vos contenus digitaux, blogs et réseaux sociaux, en magnifiques livres papier sur blookup.com

Dr. Eric Perry, PhD

Psychology to Motivate | Inspire | Uplift

Jornal Acorda Getúlio

Os alunos fazem a escola

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Violet's Vegan Comics

Vegan Children's Stories

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Eric Schlehlein, Author

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

Top 10 of Anything and Everything - The Fun Top Ten Blog

Animals, Gift Ideas, Travel, Books, Recycling Ideas and Many, Many More

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands

DaniellaJoe's Blog

crochet is my favorite fiber art and my goal is to become a real artist...