Cantigas infantis (2)


(além daquelas na publicação anterior…)

A Casa

Vinicius de Moraes

Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela, não
Porque na casa
Não tinha chão

Ninguém podia
Dormir na rede
Porque na casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali

Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero

&&&&&&&&&&

O Pato

Vinicius de Moraes

Quén! Quen! Quén! Quen!
Quén! Quen! Quén! Quen!

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo

Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
Quá! Quá! Quá! Quá Quá!

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo

Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

&&&&&&&&&&

Ciranda Cirandinha
Vamos todos cirandar
Vamos dar a meia volta
Volta e meia vamos dar

O anel que tu me destes
Era vidro e se quebrou
O amor que tu me tinhas
Era pouco e se acabou

Por isso dona Rosa
Entre dentro desta roda
Diga um verso bem bonito
Diga adeus e vá se embora

&&&&&&&&&&

Um homem bateu em minha porta
E eu a-bri
Senhoras e senhores
Põe a mão no chão
Senhoras e senhores
Pulem em um pé só
Senhoras e senhores
Deem uma rodadinha
E vá pro olho da rua

&&&&&&&&&&

Com quem?
Com quem?
Com quem será que (fulana) vai casar?
Loiro, moreno
Careca, cabeludo
Rei, ladrão
Polícia, capitão

&&&&&&&&&&

Alecrim, alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado

Alecrim, alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado

Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim

Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim

&&&&&&&&&&

Uni, duni, tê
Salame minguê
O sorvete colorê
O escolhido foi você

Lá em cima do piano
Tem um copo de veneno
Quem bebeu, morreu
O azar foi seu

Ma-mãe man-dou
Eu es-co-lher
Es-te da-qui
Mas co-mo eu sou
Mui-to tei-mo-so
Eu vou es-co-lher
Es-te daqui!

&&&&&&&&&&

Adoleta
Lê peti peti polá
Lê café com chocolá

Adoleta

Puxa o rabo do tatu
Quem saiu foi tu

Puxa o rabo do cometa
Quem saiu foi Julieta

Puxa o rabo da cotia
Quem saiu foi sua tia

Barra, berra, birra, borra, burra

&&&&&&&&&&

Meu Lanchinho
Meu Lanchinho
Vou comer, vou comer
Prá ficar fortinho, prá ficar fortinho
E crescer! E crescer!

&&&&&&&&&&

Palma, palma, palma
Pé, pé, pé
Roda, roda, roda
Caranguejo peixe é

Caranguejo não é peixe
Caranguejo peixe é
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré

&&&&&&&&&&

Escravos de Jó
Jogavam caxangá
Tira, põe
Deixa ficar

Guerreiros com guerreiros
Fazem zigue, zigue, zá

&&&&&&&&&&

Hoje é domingo
Pede cachimbo

Cachimbo é de ouro
Bate no touro

O touro é valente
Bate na gente

A gente é fraco
Cai no buraco

O buraco é fundo
Acabou-se o mundo

&&&&&&&&&&

1, 2, 3 Indiozinhos
4, 5, 6 Indiozinhos
7, 8, 9 Indiozinhos
10 Indiozinhos num bote

Foram navegando pelo rio

Quando um jacaré se aproximou
E o pequeno bote dos indiozinhos
Quase, quase virou

&&&&&&&&&&
Marcha soldado
Cabeça de papel
Se não marchar direito
Vai preso pro quartel
O quartel pegou fogo
A polícia deu sinal
Acode, acode, acode
A bandeira nacional
&&&&&&&&&&
Pai francisco entrou na roda
Tocando seu violão
Ba-lão, bão, bão
Vem de lá seu delegado
E pai francisco foi pra prisão

Pai francisco entrou na roda
Tocando seu violão
Ba-lão, bão, bão
Vem de lá seu delegado
E pai francisco foi pra prisão

E como ele vem todo requebrado
Parece um boneco desengonçado

E como ele vem todo requebrado
Parece um boneco desengonçado

&&&&&&&&&&

O balão vai subindo
Vai caindo a garoa
O céu é tão lindo
E a noite é tão boa

São João, São João

Acende a fogueira do meu coração

&&&&&&&&&&

Pula a fogueira, Iaiá
Pula a fogueira, Ioiô
Cuidado para não se queimar
Olha que a fogueira já queimou o meu amor

 

&&&&&&&&&&

Olha, que isso aqui tá muito bom
Isso aqui tá bom demais
Olha, quem tá fora quer entrar
Mas quem tá dentro não sai

&&&&&&&&&&

Terezinha de Jesus
De uma queda, foi ao chão
Acudiram três cavalheiros
Todos os três, chapéu na mão

O primeiro foi seu pai
O segundo, seu irmão
O terceiro foi aquele
Que a Tereza deu a mão

Terezinha levantou-se
Levantou-se lá do chão
E sorrindo disse ao noivo
Eu te dou meu coração

Da laranja, quero um gomo
Do limão, quero um pedaço
Da morena mais bonita
Quero um beijo e um abraço

&&&&&&&&&&

Um, dois
Feijão com arroz

Três, quatro
Feijão no prato

Cinco, seis
Falar inglês

Sete, oito
Comer biscoito

Nove, dez
Comer pastéis!

&&&&&&&&&&

Bate o sino pequenino
Sino de Belém

Já nasceu o Deus menino

Para o nosso bem

Paz na Terra pede o sino
Alegre a cantar

Abençoe Deus menino

Este nosso lar

Hoje a noite é bela

Juntos eu e ela
Vamos à capela

Felizes a rezar

Ao soar o sino

Sino pequenino

Vem o Deus menino

Nos abençoar

&&&&&&&&&&

Serra, serra, serrador
Serra o papo do vovô!
Quantas tábuas já serrou?
Uma, duas, três!

&&&&&&&&&&

Nós quatro
Eu com ela/ele
Eu sem ela/ele
Nós por cima
Nós por baixo

&&&&&&&&&&

Corre cotia
Na casa da tia
Corre cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Mocinha bonita
Do meu coração

&&&&&&&&&&

De olhos vermelhos
De pelos branquinhos
Dou saltos bem altos
Eu sou um coelhinho

Comi uma cenoura
Com casca e tudo
Tão grande ela era
Que eu fiquei barrigudo

Eu pulo pra frente
Eu pulo pra trás
Eu sou um coelhinho

Sou forte demais

De olhos vermelhos
De pêlo branquinho
Dou saltos bem altos
Eu sou um coelhinho

Comi uma cenoura
Com casca e tudo
Tão grande ela era
Que eu fiquei barrigudo

Dou saltos pra frente
Dou saltos pra trás
Eu sou um coelhinho
E de eu tudo sou capaz

&&&&&&&&&&     

Nana neném
Que a Cuca vem pegar
Papai foi na roça
Mamãe foi trabalhar

Boi, boi, boi
Boi da cara preta
Pega esse menino que tem medo de careta

Bicho papão sai de cima do telhado
Deixa esse menino dormir sossegado

&&&&&&&&&&

Me chamo Lola

Sou espanhola

Ali Babá italiano na escola

Tenho uma amiga

Que é chinesinha

E o pai dela é vendedor de gelatina

Leite com Toddy com pão
Tudo isso misturado num caldeirão

&&&&&&&&&&

Babalu é Califórnia

Califórnia é Babalu

Estados Unidos

Rebole o seu vestido

Pra frente

Pra trás

Rebole um pouco mais

É assim que a gente faz

Faz, faz!

 

 

 

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Aurora

Uma imagem vale mil palavras, então...

Pedazos de miel en jaula

La existencia, la introspección y la experiencia

Filosofia Animada

Sitio Virtual onde se encontra o registro das práticas educacionais do Prof. Daniel Carlos.

throughdanielleseyes

Words, thoughts, and snapshots of life.

Dirty Sci-Fi Buddha

Musings and books from a grunty overthinker

BaileyBee

The Hive

Chairybomb

Honest Furniture Reviews

ricardo barros elt

Thinking and Living English

BA -VISUAL LESSON PLANS

for English teachers.

viralelt.wordpress.com/

Viral Videos for Higher Level ELT | Ian James | @ij64

Progressive Transit

For better communities and a higher standard of living...

Josh, Naked

A mental birthday suit

colossalvitality

Just another WordPress.com site

sindhuspace

Claiming the better half for women in a Man's World

Cybele's Haus of Digital Pain

kismetly crestfallen

Amanda Ricks

The People-First Digital Marketing Specialist.

CamiNique

Blog literário

wolf4915

Writing, Photography, Digital Art, Painting + News!

Le Blog BlookUp

Imprimez et transformez vos contenus digitaux, blogs et réseaux sociaux, en magnifiques livres papier sur blookup.com

Dr. Eric Perry, PhD

Psychology to Motivate | Inspire | Uplift

Jornal Acorda Getúlio

Os alunos fazem a escola

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Vegan Children's Stories

Vegan Children's Stories

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Eric Schlehlein, Author

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

Top 10 of Anything and Everything - The Fun Top Ten Blog

Animals, Gift Ideas, Travel, Books, Recycling Ideas and Many, Many More

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands

DaniellaJoe's Blog

crochet is my favorite fiber art and my goal is to become a real artist...

%d blogueiros gostam disto: