[Ebook] English for Kindergarten I, II and III – Download


Convivendo com a TAG

Uma grande dificuldade que presencio como professora de inglês é durante a busca por materiais para aplicar nas minhas aulas é encontrar conteúdos completos e que se encaixem e tenham sequência durante o ano todo e em todas as séries em que estarei lecionando. É claro que o Google possui muita coisa boa, o difícil é ter tempo de sobra para procurar e encontrar todas essas coisas boas e completas nesse dia a dia que está cada vez mais corrido e curto.

EnglishForKindergarten

Pensando nisso, eu trouxe três materiais gratuitos em forma de Ebook para serem aplicados ao Jardim I/Pré I, Jardim II/Pré II e ao Jardim III/Pré III pois são três turmas em que leciono, tenho experiência e estarei aplicando o mesmo material no decorrer do ano letivo também.

Para baixar o material, peço que acessem os links abaixo através do Google Chrome pois notei que em muitos dispositivos, eles…

Ver o post original 77 mais palavras

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Músicas da minha infância


…mas que não são infantis.

Neurastênico – Ronnie Cord

Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Mas que nervoso estou
Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Sou neurastênico
Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Preciso me tratar, senão eu vou prá Jacarepaguá

Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Mas que nervo sou estou
Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Sou neurastênico
Preciso me casar, senão eu vou prá Jacarepaguá

Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Tão amoroso sou,
Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
quem já provou gostou
Bbbbbbbbrrrrrrrrrrrrrr!
Preciso me cuidar, senão eu vou pra Jacarepaguá

Eu sei que elas me querem, mas é para casar
Eu digo que me esperem porque depois da festa
HÁ HÁ HÁ HÁ!!!

&&&&&&&&&

Rua Augusta – Ronnie Cord

Entrei na rua Augusta
A cento e vinte por hora
Botei a turma toda
Do passeio pra fora
Fiz curva em duas rodas
Sem usar a buzina
Parei a quatro dedos da vitrine
Legal

Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo
Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo

Meu carro não tem breque
Não tem luz
Não tem buzina
Tem três carburadores
Todos os três envenenados
Só para na subida
Quando acaba a gasolina
Só passa se tiver sinal fechado

Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo
Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo

Toquei a centro e trinta
Com destino à cidade
No Anhangabaú, botei mais velocidade
Com três pneus carecas
Derrapando na raia
Subi a galeria Prestes Maia
Tremendão

Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo
Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo
Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo
Hai-hai, Johnny, hai-hai, Alfredo
Quem é da nossa gangue
Não tem medo

&&&&&&&&&

Biquíni de bolinha amarelinha

Ana Maria entrou na cabine e foi vestir um biquíni legal
Mas era tão pequenino o biquíni que Ana Maria sentiu-se até mal
Ai, ai, ai, mas ficou sensacional

Era um biquíni de bolinha amarelinha tão pequenininho
Mal cabia na Ana Maria
Biquíni de bolinha amarelinha tão pequenininho
Que na palma da mão se escondia
Ana Maria, toda envergonhada, não quis sair da cabine assim
Ficou com medo que a rapaziada olhasse tudo, tim-tim por tim-tim
Ai, ai, ai, a garota tá pra mim.

Ana Maria olhou-se no espelho e viu-se quase despida afinal
Ficou com o rosto todinho vermelho e escondeu o maiô no dedal
Acabou toda a folia da mocinha na cabine
Mas quem é que não queria ver a moça no biquíni

&&&&&&&&&

Lacinho cor de rosa – Celly Campello

Tenho um amor puro e verdadeiro
É playboy é bom companheiro
Brotinho enxuto um amor
Mas não me liga que horror

Um sapatinho eu vou
Com laço cor de rosa enfeitar
E perto dele eu vou
Andar devagarinho e o broto conquistar

Ele usa lambreta e é tão veloz
Se passa na corrida eu perco a voz
E fico desejando, Oh! meu Deus!
Que ele caia bem nos braços meus

Um sapatinho eu vou
Com laço cor de rosa enfeitar
E perto dele eu vou
Andar devagarinho e o broto conquistar

Quando ele dança rock é uma sensação
Faz rápido dançar o meu coração
Seu beijo deve ter a delícia do amor
E ele não me beija que horror

Um sapatinho eu vou
Com laço cor de rosa enfeitar
E perto dele eu vou
Andar devagarinho e o broto conquistar

Um dia resolvi, e ao broto fui falar
O que ele me disse deu vontade de chorar
Lacinhos cor de rosa ficam bem só na cabeça
Se quiser me conquistar você cresça e apareça

Um sapatinho eu vou
Com laço cor de rosa enfeitar
E perto dele eu vou
Andar devagarinho e o broto conquistar

&&&&&&&&&

Ritmo da chuva – Demétrius

Olho para chuva que não quer cessar
Nela vejo o meu amor
Esta chuva ingrata que não vai parar
Pra aliviar a minha dor

Eu sei que meu amor pra muito longe foi
Numa chuva que caiu
Oh! Gente por favor pra ela vá contar
Que o meu coração se partiu

Chuva traga o meu benzinho
Pois preciso de carinho
Diga a ela pra não me deixar triste assim

O ritmo dos pingos ao cair no chão
Só me deixa relembrar
Tomara que eu não fique a esperar em vão
Por ela que me faz chorar

Oh! Chuva traga o meu amor
Chuva, chuva traga o meu amor

&&&&&&&&&

Banho de lua – Celly Campello

Fui à praia me bronzear, me queimei, escureci
Mamãe bronqueou, nada de sol
Hoje só quero a luz do luar

Tomo um banho de lua, fico branca como a neve
Se o luar é meu amigo, censurar ninguém se atreve
É tão bom sonhar contigo, oh! Luar tão cândido

Sob um banho de lua, numa noite de esplendor
Sinto a força da magia, da magia do amor
É tão bom sonhar contigo, oh! Luar tão cândido

Tim, tim, tim, raio de lua, tim, tim, tim, baixando vem
ao mundo oh lua, a cândida lua vem
Tomo um banho de lua, fico branca como a neve
Se o luar é meu amigo, censurar ninguém se atreve
É tão bom sonhar contigo, oh! Luar tão cândido

Tim, tim, tim, raio de lua, tim, tim, tim, baixando vem
Ao mundo oh lua,a cândida lua vem
Sob um banho de lua, numa noite de esplendor
Sinto a força da magia, da magia do amor
É tão bom sonhar contigo, oh!, luar tão cândido

&&&&&&&&&

Estúpido cupido – Celly Campello

Oh! oh! Cupido!
Vê se deixa em paz
(Oh! oh! Cupido!)
Meu coração que
Já não pode amar
(Oh! oh! Cupido!)
Eu amei há
Muito tempo atrás
(Oh! oh! Cupido!)
Já cansei de
Tanto soluçar
(Oh! oh! Cupido!)

Hei, hei, é o fim
Oh! oh! cupido!
Pra longe de mim
(Oh! oh! Cupido!)

Eu dei meu coração
A um belo rapaz
(Oh! oh! Cupido!)
Que prometeu me amar
E me fazer feliz
(Oh! oh! Cupido!)
Porém, ele
Me passou prá trás
(Oh! oh! Cupido!)
Meu beijo recusou
E meu amor não quis
(Oh! oh! Cupido!)

Hei, hei, é o fim
Oh! oh! cupido!
Pra longe de mim
(Oh! oh! Cupido!)

Não fira um coração
Cansado de chorar
A flecha do amor
Só traz
Angústia e a dor
(Oh! oh! Cupido!)

Mas, seu cupido
O meu coração
(Oh! oh! Cupido!)
Não quer saber
De mais uma paixão
(Oh! oh! Cupido!)
Por favor
Vê se me deixa em paz
(Oh! oh! Cupido!)
Meu pobre coração
Já não aguenta mais
(Oh! oh! Cupido!)

Hei, hei, é o fim
Oh! oh! cupido
Pra longe de mim

(Oh! oh! Cupido!)
Mas, seu cupido
O meu coração
(Oh! oh! Cupido!)
Não quer saber
De mais uma paixão
(Oh! oh! Cupido!)
Por favor, vê se
Me deixa em paz
(Oh! oh! Cupido!)
Meu pobre coração
Já não agüenta mais
(Oh! oh! Cupido!)

(cont.)

&&&&&&&&&

Broto legal

Olha que broto legal
Garoto fenomenal
Fez um sucesso total
E abafou no festival
E quando ele entrou
O broto logo me olhou
Pra mim sorrindo piscou
E pra dançar então tirou

O broto então
Se revelou
Mostrou ser maioral
A turma toda até parou
No rock’n roll
Nós dois demos um show

Puxei o broto pra cá
Virei o broto pra lá
A turma toda gritou
Rock’n roll!
E rock continuou

Olha que broto legal
Garoto fenomenal
Fez um sucesso total
E abafou no festival
E quando ele entrou
O broto logo me olhou
Pra mim sorrindo piscou
E pra dançar então tirou

O broto então
Se revelou
Mostrou ser maioral
A turma toda até parou
No rock’n roll
Nós dois demos um show

Puxei o broto pra cá
Virei o broto pra lá
A turma toda gritou
Rock’n roll!
E rock terminou
E rock terminou

 

&&&&&&&&&

Túnel do amor

Lá no túnel
Só no túnel do amor

Meu amor, só tu podes me beijar
Só tu lá no túnel do amor
Quero te abraçar
Quando o trem passar
Só tu lá no túnel do amor

Meu coração quer viajar
No trem dos sonhos teus
E sempre sempre te prender
Bem nos braços meus

Meu amor, só tu podes me beijar
Só tu lá no túnel do amor

Lá no túnel
Só tu lá no tunel do amor

Meu coração quer viajar
No trem dos sonhos teus
E sempre sempre te prender
Bem nos braços meus

Quero te abraçar
Quando o trem passar
Só tu lá no túnel do amor
Lá no túnel do amor

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Cantigas infantis (2)


(além daquelas na publicação anterior…)

A Casa

Vinicius de Moraes

Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela, não
Porque na casa
Não tinha chão

Ninguém podia
Dormir na rede
Porque na casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali

Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero

&&&&&&&&&&

O Pato

Vinicius de Moraes

Quén! Quen! Quén! Quen!
Quén! Quen! Quén! Quen!

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo

Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
Quá! Quá! Quá! Quá Quá!
Quá! Quá! Quá! Quá Quá!

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo

Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

&&&&&&&&&&

Ciranda Cirandinha
Vamos todos cirandar
Vamos dar a meia volta
Volta e meia vamos dar

O anel que tu me destes
Era vidro e se quebrou
O amor que tu me tinhas
Era pouco e se acabou

Por isso dona Rosa
Entre dentro desta roda
Diga um verso bem bonito
Diga adeus e vá se embora

&&&&&&&&&&

Um homem bateu em minha porta
E eu a-bri
Senhoras e senhores
Põe a mão no chão
Senhoras e senhores
Pulem em um pé só
Senhoras e senhores
Deem uma rodadinha
E vá pro olho da rua

&&&&&&&&&&

Com quem?
Com quem?
Com quem será que (fulana) vai casar?
Loiro, moreno
Careca, cabeludo
Rei, ladrão
Polícia, capitão

&&&&&&&&&&

Alecrim, alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado

Alecrim, alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado

Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim

Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim

&&&&&&&&&&

Uni, duni, tê
Salame minguê
O sorvete colorê
O escolhido foi você

Lá em cima do piano
Tem um copo de veneno
Quem bebeu, morreu
O azar foi seu

Ma-mãe man-dou
Eu es-co-lher
Es-te da-qui
Mas co-mo eu sou
Mui-to tei-mo-so
Eu vou es-co-lher
Es-te daqui!

&&&&&&&&&&

Adoleta
Lê peti peti polá
Lê café com chocolá

Adoleta

Puxa o rabo do tatu
Quem saiu foi tu

Puxa o rabo do cometa
Quem saiu foi Julieta

Puxa o rabo da cotia
Quem saiu foi sua tia

Barra, berra, birra, borra, burra

&&&&&&&&&&

Meu Lanchinho
Meu Lanchinho
Vou comer, vou comer
Prá ficar fortinho, prá ficar fortinho
E crescer! E crescer!

&&&&&&&&&&

Palma, palma, palma
Pé, pé, pé
Roda, roda, roda
Caranguejo peixe é

Caranguejo não é peixe
Caranguejo peixe é
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré

&&&&&&&&&&

Escravos de Jó
Jogavam caxangá
Tira, põe
Deixa ficar

Guerreiros com guerreiros
Fazem zigue, zigue, zá

&&&&&&&&&&

Hoje é domingo
Pede cachimbo

Cachimbo é de ouro
Bate no touro

O touro é valente
Bate na gente

A gente é fraco
Cai no buraco

O buraco é fundo
Acabou-se o mundo

&&&&&&&&&&

1, 2, 3 Indiozinhos
4, 5, 6 Indiozinhos
7, 8, 9 Indiozinhos
10 Indiozinhos num bote

Foram navegando pelo rio

Quando um jacaré se aproximou
E o pequeno bote dos indiozinhos
Quase, quase virou

&&&&&&&&&&
Marcha soldado
Cabeça de papel
Se não marchar direito
Vai preso pro quartel
O quartel pegou fogo
A polícia deu sinal
Acode, acode, acode
A bandeira nacional
&&&&&&&&&&
Pai francisco entrou na roda
Tocando seu violão
Ba-lão, bão, bão
Vem de lá seu delegado
E pai francisco foi pra prisão

Pai francisco entrou na roda
Tocando seu violão
Ba-lão, bão, bão
Vem de lá seu delegado
E pai francisco foi pra prisão

E como ele vem todo requebrado
Parece um boneco desengonçado

E como ele vem todo requebrado
Parece um boneco desengonçado

&&&&&&&&&&

O balão vai subindo
Vai caindo a garoa
O céu é tão lindo
E a noite é tão boa

São João, São João

Acende a fogueira do meu coração

&&&&&&&&&&

Pula a fogueira, Iaiá
Pula a fogueira, Ioiô
Cuidado para não se queimar
Olha que a fogueira já queimou o meu amor

 

&&&&&&&&&&

Olha, que isso aqui tá muito bom
Isso aqui tá bom demais
Olha, quem tá fora quer entrar
Mas quem tá dentro não sai

&&&&&&&&&&

Terezinha de Jesus
De uma queda, foi ao chão
Acudiram três cavalheiros
Todos os três, chapéu na mão

O primeiro foi seu pai
O segundo, seu irmão
O terceiro foi aquele
Que a Tereza deu a mão

Terezinha levantou-se
Levantou-se lá do chão
E sorrindo disse ao noivo
Eu te dou meu coração

Da laranja, quero um gomo
Do limão, quero um pedaço
Da morena mais bonita
Quero um beijo e um abraço

&&&&&&&&&&

Um, dois
Feijão com arroz

Três, quatro
Feijão no prato

Cinco, seis
Falar inglês

Sete, oito
Comer biscoito

Nove, dez
Comer pastéis!

&&&&&&&&&&

Bate o sino pequenino
Sino de Belém

Já nasceu o Deus menino

Para o nosso bem

Paz na Terra pede o sino
Alegre a cantar

Abençoe Deus menino

Este nosso lar

Hoje a noite é bela

Juntos eu e ela
Vamos à capela

Felizes a rezar

Ao soar o sino

Sino pequenino

Vem o Deus menino

Nos abençoar

&&&&&&&&&&

Serra, serra, serrador
Serra o papo do vovô!
Quantas tábuas já serrou?
Uma, duas, três!

&&&&&&&&&&

Nós quatro
Eu com ela/ele
Eu sem ela/ele
Nós por cima
Nós por baixo

&&&&&&&&&&

Corre cotia
Na casa da tia
Corre cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Mocinha bonita
Do meu coração

&&&&&&&&&&

De olhos vermelhos
De pelos branquinhos
Dou saltos bem altos
Eu sou um coelhinho

Comi uma cenoura
Com casca e tudo
Tão grande ela era
Que eu fiquei barrigudo

Eu pulo pra frente
Eu pulo pra trás
Eu sou um coelhinho

Sou forte demais

De olhos vermelhos
De pêlo branquinho
Dou saltos bem altos
Eu sou um coelhinho

Comi uma cenoura
Com casca e tudo
Tão grande ela era
Que eu fiquei barrigudo

Dou saltos pra frente
Dou saltos pra trás
Eu sou um coelhinho
E de eu tudo sou capaz

&&&&&&&&&&     

Nana neném
Que a Cuca vem pegar
Papai foi na roça
Mamãe foi trabalhar

Boi, boi, boi
Boi da cara preta
Pega esse menino que tem medo de careta

Bicho papão sai de cima do telhado
Deixa esse menino dormir sossegado

&&&&&&&&&&

Me chamo Lola

Sou espanhola

Ali Babá italiano na escola

Tenho uma amiga

Que é chinesinha

E o pai dela é vendedor de gelatina

Leite com Toddy com pão
Tudo isso misturado num caldeirão

&&&&&&&&&&

Babalu é Califórnia

Califórnia é Babalu

Estados Unidos

Rebole o seu vestido

Pra frente

Pra trás

Rebole um pouco mais

É assim que a gente faz

Faz, faz!

 

 

 

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Musiquinhas infantis


Passarinho loiro do bico dourado
Mande essa cartinha para o meu namorado.
Se estiver dormindo bata na porta,
Se estiver acordado manda resposta.

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&


Cai cai balão, cai cai balão
Aqui na minha mão
Não cai não, não cai não, não cai não
Cai na rua do sabão

Cai cai balão, cai cai balão
Aqui na minha mão
Não vou lá, não vou lá, não vou lá
Tenho medo de apanhar!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Se essa rua
Se essa rua fosse minha
Eu mandava
Eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas
Com pedrinhas de brilhante
Para o meu
Para o meu amor passar

Nessa rua
Nessa rua tem um bosque
Que se chama
Que se chama solidão
Dentro dele
Dentro dele mora um anjo
Que roubou
Que roubou meu coração

Se eu roubei
Se eu roubei teu coração
Tu roubaste
Tu roubaste o meu também
Se eu roubei
Se eu roubei teu coração
É porque
É porque te quero bem

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Versão tradicional:

Atirei o pau no ga tô tô

Mas o ga to tô

Não morreu reu reu

Dona Chica cá

Admirou-se se

Do berro

Do berro

Que o gato deu

Miau!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Versão nova:

Não atire o pau no gato (to-to)
Porque isso (so-so)
Não se faz (faz-faz)
O gatinho (nho-nho)
É nosso amigo (go-go)
Não devemos maltratar
Os Animais
Miau!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

A Barata diz que tem sete saias de filó
É mentira da barata, ela tem é uma só
Ah ra ra, iá ro ró, ela tem é uma só !

A Barata diz que tem um sapato de veludo
É mentira da barata, o pé dela é peludo
Ah ra ra, Iu ru ru, o pé dela é peludo !

A Barata diz que tem uma cama de marfim
É mentira da barata, ela tem é de capim
Ah ra ra, rim rim rim, ela tem é de capim

A Barata diz que tem um anel de formatura
É mentira da barata, ela tem é casca dura
Ah ra ra , iu ru ru, ela tem é casca dura

A Barata diz que tem o cabelo cacheado
É mentira da barata, ela tem coco raspado
Ah ra ra, ia ro ró, ela tem coco raspado

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Samba Lelê tá doente
Tá com a cabeça quebrada
Samba Lelê precisava
É de umas boas palmadas

Samba, samba, Samba ô Lelê
samba, samba, samba ô Lalá
Samba, samba, Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lalá

Samba Lelê tá doente
Tá com a cabeça quebrada
Samba Lelê precisava
É de umas boas palmadas

Samba, samba, Samba ô Lelê
samba, samba, samba ô Lalá
Samba, samba, Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lala

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Pirulito que bate bate
Pirulito que já bateu
Quem gosta de mim é ela
Quem gosta dela sou eu

Pirulito que bate bate
Pirulito que já bateu
A menina que eu gostava
Não gostava como eu

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Capelinha de melão é de São João
É de cravo é de rosa é de manjericão
São João está dormindo
Não acorda não !
Acordai, acordai, acordai, João !

 

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos, três ovos assim? [2x]
Coelhinho da Páscoa, que cor ele tem?
Azul, amarelo, vermelho também? [2x]

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Fui morar numa casinha nhá nhá
Infestada da da de cupim pim pim
Saiu de lá lá lá uma lagartixa xá
Olhou pra mim olhou pra mim e fez assim

Hum Hum

Fui morar numa casinha nhá nhá
Enfeitada da da de florzinha nha nha
Saiu de lá lá lá uma princesinha nhá nhá
Olhou pra mim olhou pra mim e fez assim

*Beijinho beijinho*

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Borboletinha tá na cozinha
Fazendo chocolate para a madrinha
Poti, poti
Perna de pau
Olho de vidro
E nariz de pica-pau (pau, pau)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Pela estrada fora eu vou bem sozinha
Levar esses doces para a vovozinha
Ela mora longe e o caminho é deserto
E o lobo mau passeia aqui por perto
Mas à tardinha, ao sol poente
Junto à mamãezinha dormirei contente

Eu sou o lobo mau, lobo mau, lobo mau
Eu pego as criancinhas pra fazer mingau
Hoje estou contente, vai haver festança
Tenho um bom petisco para encher a minha pança

Nós somos os caçadores e nada nos amedronta
Damos mil tiros por dia, matamos feras sem conta
Varamos toda floresta, por mares e serranias
Caçamos onça pintada, pacas, tatus e cotias

O lobo mau já morreu, agora estamos em festa
Posso brincar com as crianças
E passear na floresta

 

 

Categorias: Sem categoria | 1 Comentário

How to answer the most frequently asked questions in a job interview


https://www.thebalancecareers.com/job-interview-questions-and-answers-2061204

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

No milk today


My love has gone away

The bottle stands forlorn a symbol of the dawn
No milk today it seems a common sight
But people passing by don’t know the reason why
How could they know just what this message means
The end of all my hopes the end of all my dreams
How could they know a palace there had been
Behind the door where my love reigned as queen
No milk today it wasn’t always so
The company was gay we turn’d night into day
But all that’s left is a place dark and lonely
A terraced house in a mean street back of town
Becomes a shrine when I think of you only
Just two up to down
No milk today it wasn’t always so
The company was gay we turn’d night into day
As music played the faster did we dance
We felt it both at once the start of our romance
How could they know just what this message means
The end of all my hopes the end of all my dreams
How could they know a palace there had been
Behind the door where my love reigned as queen
No milk today my love is gone away
The bottle stands forlorn a symbol of the dawn
But all that’s left is a place dark and lonely
A terraced house in a mean street back of town
Becomes a shrine when I think of you only
Just two up to down
No milk today my love is gone away
The bottle stands forlorn a symbol of the dawn
No milk today it seems a common sight
But people passing by don’t know the reason why
How could they know just what this message means
The end of all my hopes the end of all my dreams
How could they know a palace there had been
Behind the door where my love reigned as queen
No milk today it wasn’t always so
The company was gay we turn’d night into day
But all that’s left is a place dark and lonely
A terraced house in a mean street back of town
All that’s left is a place dark and lonely
A terraced house in a mean street back of town
But all that’s left is a place dark and lonely
A terraced house in a mean street back of town
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Produtos infantis que podem ser usados por adultos


http://news.homehacks.co/35-razoes-produtos-infantis/?utm_source=fb_ads_ww_por&utm_medium=facebook&utm_campaign=con-35-razoes-produtos-infantis-36907916-4046900344&utm_identifier=e3fe9c9a-9bc0-c36b-3fe0-0e9c31a38cbd&fbclid=IwAR3A41ad-wHPJMo-PDhoXWBBX8WDPwAiNw_FyphD00hlKQO8JdftffzdCiU

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

25 things you should never say during a job interview


https://www.thebalance.com/never-say-during-interview-2060574?_ga=2.83886873.1668399059.1542766192-2094757806.1542766191

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Aurora

Uma imagem vale mil palavras, então...

Pedazos de miel en jaula

La existencia, la introspección y la experiencia

Filosofia Animada

Sitio Virtual onde se encontra o registro das práticas educacionais do Prof. Daniel Carlos.

throughdanielleseyes

Words, thoughts, and snapshots of life.

Dirty Sci-Fi Buddha

Musings and books from a grunty overthinker

BaileyBee

The Hive

Chairybomb

Honest Furniture Reviews

ricardo barros elt

Thinking and Living English

BA -VISUAL LESSON PLANS

for English teachers.

viralelt.wordpress.com/

Viral Videos for Higher Level ELT | Ian James | @ij64

Progressive Transit

For better communities and a higher standard of living...

Josh, Naked

A mental birthday suit

colossalvitality

Just another WordPress.com site

sindhuspace

Claiming the better half for women in a Man's World

Cybele's Haus of Digital Pain

kismetly crestfallen

Amanda Ricks

Helping Create A Web For People-First.

CamiNique

Blog literário

Logical Quotes

Logical and Inspirational Quotes

wolf4915

Writing, Photography, Digital Art, Painting + News!

Le Blog BlookUp

Imprimez et transformez vos contenus digitaux, blogs et réseaux sociaux, en magnifiques livres papier sur blookup.com

MakeItUltra™ Psychology

Psychology to Motivate | Inspire | Uplift

Jornal Acorda Getúlio

Os alunos fazem a escola

Kate Gale: A Mind Never Dormant

The life of a writer/editor

Biblioteca Florestan

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP

Photography Art Plus

Photography, Animals, Flowers, Nature, Sky

Violet's Vegan Comics

Vegan Children's Stories

Cafe Book Bean

Talk Books. Drink Coffee.

marioprata.net

Site oficial do escritor Mario Prata

Eric Schlehlein, Author

(re)Living History, with occasional attempts at humor and the rare pot-luck subject. Sorry, it's BYOB. All I have is Hamm's.

Through Open Lens

Home of Lukas Kondraciuk Photography

OldPlaidCamper

The adventures of an almost outdoorsman...

PROVERBIA

"Crítica Social, Lírica y Narrativa"

Top 10 of Anything and Everything - The Fun Top Ten Blog

Animals, Gift Ideas, Travel, Books, Recycling Ideas and Many, Many More

gaygeeks.wordpress.com/

Authors, Artists, Geeks, Husbands

DaniellaJoe's Blog

crochet is my favorite fiber art and my goal is to become a real artist...